Como surgiu o CEAHA

No ano de 1903, no Athelier Fotográfico de Basílio Ferrari, à Rua Arcipreste Paiva, formou-se um grupo Espírita Humildade, dirigido por Basílio Ferreira e Pedro Bosco,  contando ainda  com a participação de Dona Maria Suarez Cuneo (dª. Pepa), médium psicógrafa,  João Adolfo Mello e Francisco Grilo.

Outros Grupos também se formaram realizando reuniões idênticas. Eram eles: Grupo Espírita Paz, Amor e Caridade, dirigido pelo Desembargador Vasco de Albuquerque Gamma  e Grupo Espírita Luz Divina, dirigido por Heitor Luz e Silva.

Desde 1905 estes grupos se organizaram e em agosto de 1909 fundiram-se, formando um só grupo, com trabalhos mediúnicos de assistência aos desencarnados e estudos doutrinários.

Foi a partir desse ano, num barracão de zinco, aos fundos do prédio situado na Rua Arcipreste Paiva, nº15, ocupado com o Athelier Fotográfico do fotógrafo italiano Basílio Ferrari, que se realizaram as primeiras reuniões experimentais dos fenômenos espíritas.

Participavam dessas reuniões: Basílio Ferrari, Francisco Grillo, Pedro Bosco, Antônio Cavazolli, Desembargador Vasco de Albuquerque Gamma, João Adolfo Ferreira de Melo e a médium Maria Josefa Suarez Cuneo, conhecida com muita ternura como Dona Pepa.